O álibi do ideólogo

O senso de comunidade é inerente ao homem. Sua individualidade só se torna aparente em comparação com o outro. Descobre-se a si mesmo no exato momento em que se descobre que não se está sozinho no mundo. Portanto, é preciso buscar uma harmonia. E essa harmonia se expressa numa paradoxal unidade composta por diferenças quase irreconciliáveis. O homem é individual, materialmente único, mas só existe num mundo habitado por outros seres individuais e únicos. Seus valores subjetivos perdem sentindo ou, no mínimo, devem ser submetidos a valores universais: a convivência humana não é fácil, exige sacrifício e abnegação. Por isso, assim como a imperatriz que, possuída por um vício de luxúria, tornou suas paixões lícitas em sua lei para melhor fugir da censura merecida,* muitos homens se inclinam a pensar uma sociedade ideal onde suas paixões tornam-se lícitas e seus vícios devem ser saciados. Quase sempre pretendem-se encarnações da vox populi (que alguns dizem ser a voz de Deus), e é desta forma que a política, que deveria ser a encarnação do bem comum, torna-se uma mera expressão de subjetividades. Então, corrompida pela luxúria da imperatriz, e impregnada de vícios e paixões, busca refúgio no idealismo de uma autoconsciência comunitária, que pode existir de fato na cultura, mas na sua perversão serve apenas como um pretexto para justificar uma estrutura de poder. Este é o álibi do ideólogo. Propõe um mundo novo, cheio de novas virtudes, cheio de novos valores morais e muita liberdade, mas não consegue mais do que combater as virtudes vigentes, os valores existentes e a liberdade dos outros discordarem dos seus meios de ação. E a proposta é sempre negar o que está estabelecido; é sempre uma espécie de antídoto a um mal existente. Não há outra alternativa senão o combate, não há nada a fazer senão destruir; sem uma proposição positiva é impossível criar alternativas, portanto, toda ação política se torna estéril.

________
*Cf. A Divina Comédia, Inferno, V, 55-57.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-spam device *