Jane Austen e a tragédia da fama

Poucos escritores conseguiram – num tempo anti-literário como o nosso – tão grande popularidade como Jane Austen. Ela conseguiu ser best seller, ela ficou famosa.
Mas sabiamente já alertava Gustave Thibon:

A fama tem asas rápidas, mas voa na altura do solo. Se prende ao lado mais superficial e mais conforme ao gosto do dia, ao mais vulgar e mais escandaloso do gênio que ela enche de seus favores e difunde dele uma ideia escandalosamente degradada e simplificada que arisca fazer esquecer, por um longo tempo, a alma sutil e profunda de sua obra”.

A póstuma sagração de Jane Austen tem algo de trágico: diluiu-se sua ironia, adocicou-se seu cinismo e seu sutilmente delicado senso de humor. Ela foi  reduzida a uma romântica escritora para mocinhas sonhadoras; foi esmagada e triturada por um mercado sedento de frivolidades.

Ela virou novela da Globo; Jane Austen virou George Sand…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-spam device *