A Atenção e a Imaginação, de Cristina Campo

“A atenção é o único caminho ao inexprimível, a única estrada ao mistério. De fato, está solidamente ancorada no real, e somente por alusões escondidas no real se manifesta o mistério. Os símbolos das Sagradas Escrituras, dos mitos, se vestem das formas mais concretas desta terra: da Sarça ardente ao Grilo Falante, da Maça do Conhecimento às Abóboras de Cinderela.
Diante da realidade, a imaginação recua. A atenção a penetra, ao invés, diretamente e como símbolo (pensemos nos céus de Dante, divina e minuciosa tradução de uma liturgia). Essa é, portanto, no fim, a forma mais legítima, absoluta da imaginação”.
(Cristina Campo. Gli imperdonabili)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-spam device *