Algoritmos

O homem se tornou um estorvo, ninguém sabe o que fazer com tão pobre criatura. E como nada há de tão humano – de essencialmente humano – como a Arte. Também ela deve ser imolada, urge que seja sacrificada ao Minotauro…. Mas por um preço, é claro.

Exatamente 432,5 mil dólares. Foi o que custou a inovadora obra “Portrait  of Edmond  Belamy[1], leiloada em Nova York. Um sucesso! Pintura ‘não feita por mãos humanas’, mas por uma inteligência artificial, por um ‘coletivo’, por algoritmos.

O Futuro chegou! Seja bem-vindo à Civilização das Máquinas, anunciada por Georges Bernanos.

E olhando para dita obra, não podemos senão pensar que se concretizaram as recentes palavras de Fabrice Hadjadj: “Eu sou tentado a pensar que o horizonte dos fabricantes de computadores não é tanto a inteligência, mas a imbecilidade artificial”[2]

[1] Obra de arte feita a partir de algoritmos é arrematada por US$ 432,5 mil em Nova York

[2] Imbecilidade artificial, por Fabrice Hadjadj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-spam device *