O verdadeiro globalismo

A cultura italiana nos deu a Ópera, a Commedia dell’arte, o queijo parmesão e o gelato de pistache. É trágico vê-la se rebaixando à cafonice kitsch dos norte-americanos, com suas botas de couro, cortes de cabelo dependentes de gel fixador, estética pasteurizada e os trejeitos burgueses mais característicos de uma sociedade decadente.

O The Voice Italia é algo constrangedor. A terra da Eneida, de Petrarca, Pavarotti e do panetone, curvando-se à cultura de massa: esse é o verdadeiro globalismo que ameaça o futuro da humanidade, não aquele do sorumbático Araújo e seus papagaios diplomáticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-spam device *